O Único Desobediente

“E veio a palavra do SENHOR a Jonas, filho de Amitai, dizendo: Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até mim. E Jonas se levantou para fugir de diante da face do SENHOR para Társis; e, descendo a Jope, achou um navio que ia para Társis; pagou, pois, a sua passagem e desceu para dentro dele, para ir com eles para Társis, de diante da face do SENHOR.” (Jn 1.3).

No livro de Jonas, Deus dá ordem ao vento, ao mar, ao peixe, à lagarta, e todos obedecem. Ele é o Deus de toda a terra, cuja autoridade é reconhecida por toda a criação. Os marinheiros e os ninivitas temem ao Senhor, pois entendem que quando Ele fala, todos devem temer e obedecer à Sua voz.

O único desobediente em todo o livro do profeta Jonas é justamente o homem de Deus, o profeta enviado por Ele para proclamar a Sua mensagem! Jonas tentou fugir de Deus. Ele não argumentou com o Senhor que não tinha condições, ou que não tinha preparo; ele simplesmente fugiu. Pagou caro PARA fugir. Társis era o lugar mais distante em direção ao ocidente, e a passagem certamente custou as economias do profeta.

Porém, ele pagou mais caro POR fugir. Deus enviou uma tempestade para mostrar ao profeta que Ele tem poder para fazer coisas grandes. Aliás, “grande” é uma palavra comum neste livro: grande cidade de Nínive, grande vento, grande tempestade, grande peixe. No profeta, a única coisa grande é a sua indignação pelo fato de Deus ter poupado a população da cidade (4.1). Deus, entretanto, é grande em benignidade e perdoa os que se arrependem. Se Deus pode fazer estas coisas grandes, Ele pode livrar o profeta medroso, para que a mensagem seja entregue. Jonas poderia pensar que a sua proclamação lhe levaria à morte, pois os ninivitas eram cruéis, mas a sua mensagem trouxe vida, pois causou contrição e arrependimento nos corações duros daqueles homens.

Deus nos deu a liberdade de escolher, entre a obediência e a desobediência. A marca dos fiéis é a obediência. Mesmo que pareça que teremos prejuízos ao fazê-lo, devemos obedecer às ordens do Senhor para nós. Ele garantirá o resultado, se fizermos o que Ele nos manda.

O nosso Deus nos dá graça para obedecermos. Sem esta graça não conseguiremos obedecer-lhe. Mas, se Ele nos dá esta graça, devemos escolher o caminho da obediência gera a bênção, e não o da desobediência, que traz punição.

Pr. Kleber Maia

Category:

Artigos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*